DSC06116-5.jpg
DSC06114-3.jpg
DSC06113.jpg
DSC06107.jpg

Animal Laborans, 2020

Objeto e desenho. Dimensões variáveis

Enquanto vivemos neste tempo e espaço, distraídos entre euforia e fervor, embalados pela sociedade do consumo onde tudo é efêmero e descartável, todos somos animais laborans. Este termo, cunhado pela filósofa Hannah Arendt em 1953, permanece cada vez mais atual.

Assim sendo, é necessário sermos agentes ativos que devem repensar o ritmo atual, através de um novo, onde a burocracia e o princípio da utilidade universal não nos instrumentalize e principalmente onde nossos corpos não sejam sanitizarizados em função do culto da razão.

While we live in this time and space, distracted by euphoria and fervor, wrapped in a consumer society where everything is ephemeral and disposable, we are all labor animals. This term, coined by the philosopher Hannah Arendt in 1953, remains more and more current. 

Therefore, it is necessary to be active agents who must rethink the current pace, through a new one, where bureaucracy and the principle of universal utility do not instrumentalize us and especially where our bodies are not sanitized due to the cult of reason.